Poliana



"Amiga de sorrisos harmoniosos e palavras mirabolantes: Poliana."

Eu não ia falar nada não, sabe? Mas alguém ficou com ciúme dessa postagem aqui, e claro, eu vim acalmar as coisas. Na verdade, eu tenho sorte por ter as duas melhores amigas do mundo. Mas deixa disso, hoje é o seu dia e mais que isso: Eu só estava esperando por essa data especial para te escrever alguns mimos.

Agradeço tanto a Deus por nossa amizade.  Depois de te achar metida, descolada demais e pensar que você era alguém muito distante de ser minha amiga, por acaso ou destino, a vida veio mostrar que você não era o que eu pensava. Podemos nos falar pela primeira vez, na sala de aula, na quinta série. Se eu me lembro bem, na troca entre alunos de lugares eu fui parar atrás de você. De repente, nos introsamos rápidos e dávamos palpites sobre a mudança na sala, e bem, aquele dia não foi apenas o lugar que mudei... Mudei a forma de pensar e mais, ganhei uma nova amiga. A proximidade dos lugares fizeram com que estivéssemos mais próximas de fato, mas descobrimos que tínhamos tantas coisas legais em comum, e daí em diante, a amizade apenas cresceu e eu a trouxe para o clube da luluzinha/risos. Depois de muitas integrantes, restaram nós 3, apenas. E lá se vão quase 8 anos de amizade, na verdade isso não conta muito, pois quando olho todas as coisas boas e fantásticas que vivemos nesse tempo, não existe a quantidade certa de momentos para que uma pessoa se torne extramente especial para você. Mas acredito sim, em amizades de longas datas, pois as que tenho hoje, não são menos que 8 anos. Basta cultivar. É necessário que o tempo nos faça permitir de nos conhecer e conhecer o outro. E para que tudo isso acontecesse, não houveu barreiras. Lembro de uma coisa engraçada e muito legal que fazíamos todos os finais de semana, marcávamos de ir fazer visitas as nossas amigas e na caminhada, falávamos de tudo... Meninos, amores, escola, vida, etc. E sempre tão maduras, mesmo com pouca idade. Sempre as mais responsáveis na escola e na vida. Parecíamos duas almas velhas, com cara de 12.  Sempre te admirei. É uma pessoinha fantástica e mirabolante. Que fica muito brava com você, quando por descuido você pisa na bola. Mas que fica muito (extremamente) feliz, quando estamos felizes também. É uma amiga diferente, dessas que chega de manhã em plena segunda-feira abrindo sorrisos harmoniosos na sala de aula, enquanto a minha cara e a de muitos ainda é a de sono. E pode acreditar, ela adora segunda-feira. E sem falar de suas palavras mirabolantes por entre os assuntos, que sempre me tira boas rizadas... Como: "Sociedade mineira", para distinguir os habitantes da cidade ou simplesmente os alunos da escola. Por aí vai, é uma loucura! Eu adoro quando você me chama de Laura (eu sei que eu tenho cara de Laura), espero que você nunca se esqueça disso! Não gosto de pensar que de repente a vida vai seguir diferente, após o terceiro ano. Estivemos tão juntas por tanto tempo. Mas os nossos caminhos, mesmo contrários, não deixaram nos distanciar. Mesmo que isso leve uma bronca sua, por nossa falta, quando de repente, o nosso celular (meu e da Aline) tocar. Mas às vezes é simplesmente maravilhoso ser sua amiga, pelo simples fato de te ver e sentir seu sorriso gostoso e sincero. É isso. Tudo de bom e incrível que você proporcionou e proporciona a mim. Acredito nos pequenos segundos da vida, pois isso foi extremamente importante para que eu tivesse sua amizade. Parabéns! Que sua vida seja plena em realizações. Que Deus te conserve assim, tão especial. Que seus 17 anos seja lindo e que você seja muito feliz, você merece! Obrigada por existir! Feliz aniversário!

"Não tenho muitas palavras, são só as 3 melhores amigas do mundo."

Eu te amo,
Laura

5 comentários:

Gugu Keller disse...

Nesta vida deserto, amigos são oásis.
GK

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Como decía Rabindranath Tagore:
"La verdadera amistad es como la fosforescencia, resplandece mejor cuando todo se ha oscurecido".
Precioso Post.
Um abraço.

Carol Barboza disse...

Oi Ana,
Que lindo! Me identifiquei. Enquanto eu lia, parecia que você falava de mim e das minhas amigas... hehe Não se preocupe que amizades verdadeiras e sinceras sobrevivem após o terceiro ano :) Minhas melhores amigas são as de longa data (as conheço desde a primeira série!!! acredita?!), e tenho certeza que vocês levarão a amizade por muito tempo!! As duas são muito sortudas em te ter como pessoa tão doce ao lado.
Beijo, tenha uma ótima semana
 Just Carol

Ana Luiza Cabral disse...

Gugu Keller: Gosto muito (muito mesmo) dessa sua frase! :)

Pedro: É precioso também o que disse. Obrigada pelo seu carinho, Pedro. Um imenso abraço!

Ana Luiza Cabral disse...

Carol: *-* Ah, Carol, então! Eu, mesmo com esse medo de rumos diferentes e tal, eu sei que elas vão sobreviver. Tanto porque sei, que realmente são verdadeiras! Essa minha outra amiga (A Aline), estamos juntos desde da primeira série também, e hoje, no início das aulas (terceiro-ano e último) saímos juntos de novo! Feliz. Você que é doce e a amiga do blog que eu sempre me identifico e admiro bastante também!

Beijo!

Postar um comentário

Sua opinião é importante e valiosa. Obrigada por visitar!