Da minha janela


O sol que se despede,
é o mesmo que veio colorir e solar.
Fim de tarde
é equilibrar
sobre os desassossegos
É vencer o dia, sem cessar
É um ensaio
para lembrar
É desejar que os sonhos
se proceda como as nuvens
sem parar.

5 comentários:

Vanessa Carvalho disse...

Adoro essas palavras ensolaradas, lidas e tidas em nós como pequenos raios de sol na alma.

Flores, Ana Luiza.

Inercya disse...

Pôr do sol... sempre inspirador! *-*

Gabriela Freitas disse...

fim de tarde é uma delicia, a foto é linda!

Luiz Alfredo disse...

o poema se recolhe
em mornas palavras de sol
depois de revelado
o dia todo
vai embora por que é tarde
o sol também morre de sono

Luiz Alfredo - poeta

Moni Abrao disse...

Que encanto!! Um mimo^^
Muito bonito!
realmente pôr do sol sempre traz motivação e inspiração!
Beijos

Postar um comentário

Sua opinião é importante e valiosa. Obrigada por visitar!