Estou em estado de nuvem,
passando junto ao tempo

Não sei até onde findar os passos
Mas ao caminhar
Me descubro

É inteiramente.

Estou responsável pelo
brilho que me cativar.


Estou em estado de lua
à observar
as rupturas que traço

Até por onde os sorrisos
me encantar.

Enquanto ser eu mesmo,
E não ser
pelas desventuras de uma
passagem boba.

Pois vivo.

2 comentários:

Ariana disse...

Eu no momento sou toda "lua" ao observar tudo.

Lindo poema!

Beijos

Ana Luiza Cabral disse...

Obrigada, querida! ^^

Postar um comentário

Sua opinião é importante e valiosa. Obrigada por visitar!