Chegada


Eu quero estar de mãos atadas com você
Quando a saudade se desvencilhar da gente
Quero rir do seu jeito atrapalhado
Do seu cabelo bagunçado.

E sentir tão sua
Tão nuvem
tão lua.
Quero ser o seu universo,
o centro da sua atenção.

Deitar no seu peito
Redondilhar as canções
que eu nunca escutei
nem mesmo vi
Sabendo só do palpitar que vem...
Mas é que
Hoje eu vou soltar sorrisos por aí
Amanhã você vai estar aqui...
- tão perto, bem perto de mim!

5 comentários:

Fique mais um segundo... disse...

Oi, Ana, boa noite!!
Às vezes a poesia se espalha em versos assim, numa conversa de coração para coração, como quem caminhasse lado a lado e espalhasse flores pelo caminho...
Há muita beleza, muita doçura, eu diria perfeição, nos versos
: "hoje eu vou soltar sorrisos por aí / Amanhã você vai estar aqui..."
O pressentimento da chegada predispõe o sorriso no rosto. O amor é como a luz no horizonte, anunciando a chegada do sol.
Um beijo carinhoso
Doces sonhos
Lello

Gugu Keller disse...

Que lindo!
GK

Inercya disse...

Seus escritos são sempre carregados de uma doçura incomparável e creio que seja única. Admiro muito isso!
:*

Carol Barboza disse...

Oi Ana,
Que lindo! Mais uma vez, palavras tão doces :)
Amei a poesia carregada de amor... Você sempre escreve lindamente bem!
Beijo, tenha uma ótima semana florzinha
 Just Carol

Pedro Luis López Pérez disse...

Vengo del blog de vastoseintensos de Emanuelle Klyss, y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me gustaría ser Seguidor de tan bello Espacio, lleno de Magia, Sentimientos, Sensaciones y Fantasías.
Un abrazo.

Postar um comentário

Sua opinião é importante e valiosa. Obrigada por visitar!