Querida Infância

     Às lembranças se dobraram.
Me livrei da inocência e escorreguei das fantasias.
O tempo passou rápido, como um tropeço.
 Me despedi.
Ainda desdobro as memórias, mais só me restou saudade.
Quem dera, se ela voltasse.

23 comentários:

martasousa disse...

lindo!
a infância deixa muitas saudades :)

Zuza Zapata disse...

Sempre muitas saudades! (:

Gabriela Freitas disse...

a infância deixa saudades, lindo

Bruno Angeli (Brunnus Reqqiem) disse...

Que as lembranças da infância inflamem sempre a saudade pelo puro, pelo infantil. Feliz dia da criança, querida Ana!

C. disse...

A infância deixa mesmo muitas saudade! :)

Inercya disse...

É nessas horas que a saudade invade junto com as nossas memórias. Ah se o tempo voltasse...
Amey o textinho, Ana.
:*

diu kuspik (: disse...

se a infância voltasse, seria tão fácil e tão lindo.
feliz dia das crianças-grandes :D

beijos.

Daiane C. Farias disse...

Aaai q fofuxaaa...rsrs
Muito lindaa pequeninaa!

Beijoo, feliz dia das criançaaas!

PauloSilva disse...

A criança que fomos vive ainda no nosso interior. Ela é que não nos deixa envelhecer :)
Um beijo enorme *

Maria Inês disse...

Obrigada querida, concordo com o teu comentário.
Quanto ao post, a infância está sempre dentro de nós, acredita. Um beijinho :D

Alessandro Eloy Braga disse...

a infância traz lembranças mágicas mesmo... pena que não para todos. Da minha guardo grandes lembranças e algumas coisas que mereciam ser esquecidas. Mas, no saldo final, o bem prevalece.

obrigado pela visita e comentário, tá?!
beijo

Luana Espindola disse...

Ana *-*
É você a criaturazinha linda e amável das fotos? rs
Seus textos são sempre tão perfeitos. Me desliguei um pouco dos blogs, especialmente do meu, por que estou estudando para um vestibular, mas sempre que consigo, venho ver seus textos... Mesmo que seja pelo celular.
Já falei que adoro seus textos né?
Tenho algumas coisas pra conversar com você depois.
Enfim, sua linda. Feliz dia das crianças (atrasado) haha
Parabéns por mais um de seus adoráveis textos.
Mil beijos



Luana Espindola

Bubu disse...

Tenho saudades da infância, principalmente do amor que existia nela, que era tão mais puro, tão mais fácil. Me restam hoje, apenas, as lembranças..

Soraia Loureiro disse...

adorei *

Luna Sanchez disse...

Não posso dizer que sinto saudades da minha infância, sabe, Ana? Lembro com carinho de muitos momentos mas na verdade eu sempre quis ser mocinha.

Rs

Um beijo, querida, ótimo fds!

* Lindas as fotos de pequena, lindas!

Pedro Menuchelli disse...

A infância é sempre uma das épocas que mais sentimos falta. Talvez, seja até porque não tivemos tanto o controle dessa época assim a ponto de escolher determinadas coisas que modificariam o nosso atual presente. Mas, em todo caso, ver as lembranças deixadas por tal tempo e saber que tudo tem um motivo e um porque, nos deixa muito, mas muito mais feliz.

Um grande beijo Ana, com carinho,
Pedro

- E concordo com a Luna, você é linda desde pequena!

Reste plus une seconde... disse...

Oi, Ana, bom dia!!
Um poema lindo, perfeito em cada palavra.
O ser humano é, normalmente, um ser-saudade. Parece que desde cedo aprendemos que o tempo só tem um sentido, mas o coração anda em círculos, querendo voltar a algum ponto, daí esse sentimento.
Um beijo carinhoso
Leo
PS – Parece que todos perceberam que tens sido linda há quinze anos...

Raissa Guilhon disse...

opa, valeu pela visita ao meu blog . só faltou seguir. vou segui-la .a abraços

Ana Luísa disse...

Obrigada pela visita em meu blog. Volte sempre!
Estou te seguindo *-*
Adorei esse texto. Realmente, crescemos e nos livramos da inocência...
http://www.analuisa-zc.blogspot.com

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga.

Mas ela continua dentro de nós, como Anjos, nos fazendo companhia pra toda a vida, enquanto a nossa memória estiver sã.

(Muito obrigada pela honra da sua visita).
Estou lhe seguindo.

Beijos.

Tenha um lindo fim de semana.

Dayane Pereira disse...

Own como vc era uma gatinha! Hoje é uma gatona!
Adooro bebês fofos!

Laís Pâmela disse...

Lindo demais.
Esse tempo de outubro só me traz nostalgia mesmo!
Amei,
Beijo.

Juliana Stott disse...

infância é algo muito pessoal, é de cada um, mas sempre tem um momento de felicidade em comum em todas as infâncias. ficam as boas lembranças, pois assim como a vida, a infância é uma só. belo poema (:

Postar um comentário

Sua opinião é importante e valiosa. Obrigada por visitar!