ACERNAL

Sou, Um barquinho indo e vindo, A dor, o movimento, o que aflige e liberta As vezes vela, no mar informe Sou Mais que as estruturas físicas Um amontoado de peças, procurando encaixes abastecendo-me de almas Recebo, De algumas, o pôr do sol. De outros? Figuras no espetáculo da vida.

2 comentários:

Thaís disse...

Seu blog continua aconchegante e a tua escrita continua ótima! Fiquei um bom tempo longe disso tudo, porém estou voltando aos poucos. :)

Jeferson Cardoso disse...

Saber de si é uma grande aventura, eu sei.
Beijo do Jefh, do JefhCardoso.blogspot.com

Postar um comentário

Sua opinião é importante e valiosa. Obrigada por visitar!